Operação “NERO” da Polícia Civil cumpre mandados judiciais e prende 03 pessoas na cidade de São Domingos do Maranhão


A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da Delegacia de São Domingos, com apoio operacional do CTA, do GPE de Presidente Dutra, das Delegacias de Colinas, de Santo Antônio dos Lopes, de Dom Pedro, de Tuntum e de Governador Eugênio Barros, deflagrou, na manhã da última quarta-feira (09), na cidade de São Domingos do Maranhão, a operação policial “NERO”, onde foram cumpridos 03 (três) mandados de prisão preventiva, bem como a 06 (seis) mandados judiciais de busca e apreensão nas residências de pessoas investigadas pela prática de crimes de incêndio majorado doloso (art. 250, §1°, incisos I e II, do Código Penal Brasileiro), tráfico de drogas (art. 33, caput, da Lei n. 11.343/2006), associação para o tráfico (art. 35, da Lei de Drogas) e de divulgação de fotos íntimas sem consentimento da vítima (art. 218-C, do Código Penal Brasileiro).

Consta dos autos do inquérito policial n. 259544.2022.387.387.4, registrado no sistema SIGMA da Polícia Civil do Estado do Maranhão, que, no dia 08/10/2022, por volta das 03h39min, um automóvel LAND ROVER EVOQUE, cor branca, estava estacionado no pátio aberto da Oficina Auto Peças Zé Maria, situada a aproximadamente 100 metros do quartel da Polícia Militar, na rodovia federal BR – 135, em São Domingos do Maranhão, quando um indivíduo, na posse de um produto inflamável do tipo gasolina, ateou fogo no citado veículo.

Após atear fogo no sobredito automóvel, o criminoso fugiu em direção a rumo ignorado, tendo as chamas consumido todo o sobredito veículo e parte da estrutura física da Oficina Auto Peças Zé Maria, somente não tendo causado danos ainda maiores graças a ação eficiente de terceiros que conseguiram conter as chamas com a utilização de um caminhão pipa.

Uma vez instaurado o inquérito policial, a autoridade policial responsável pela investigação conseguiu identificar inicialmente a participação de três pessoas, razão pela qual foi representado em sede judicial pela decretação da prisão preventiva dos envolvidos.

As investigações terão prosseguimento com o fim de elucidar a motivação do citado crime.

Ainda no bojo da operação “NERO”, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência de pessoas investigadas pela Delegacia local por crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico nesta cidade, bem como delito de divulgação de fotos íntimas sem consentimento da vítima, ocasião em que foram apreendidos 12 (doze) aparelhos celulares que subsidiarão os inquéritos policiais em andamento.

Após os procedimentos de praxe, os presos foram encaminhados às respectivas unidades prisionais, onde deverão permanecer à disposição da justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Arquivos do Reais