Servidores do Detran-MA fizeram paralisação de advertência cobrando reajuste salarial e melhores condições de trabalho


Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) realizaram uma paralisação de advertência, na quinta (16) e sexta-feira (17), em São Luís.

A ação é contra o congelamento dos salários, que já dura 10 anos, segundo a categoria. Além disso, os servidores cobram melhorias nas condições de trabalho, reajuste salarial, auxílio-alimentação e extensão e equiparação da gratificação por atividade de trânsito.

“Nós estamos reivindicando, primeiramente, condições de trabalho dignas, porque atualmente no Detran nós estamos até sem água para beber durante o expediente. Estamos com vários aparelhos de ar-condicionado com problemas, nesse calor caótico, banheiros interditados e toda uma falta de infraestrutura. Também reivindicamos as taxas abusivas, que foram reajustadas e repassadas para a inciativa privada. E a nossa pauta de reivindicação que é apenas duas: o reajuste do auxílio-alimentação e a extensão e equiparação da gratificação por atividade de trânsito”, explicou Francion Ferreira, que é presidente do Sindicato dos Servidores do DETRAN/MA (Sinsdetran).

A paralisação da categoria afetou os serviços oferecidos pelo órgão em diversas unidades, incluindo o Detran-Sede, Ciretrans, Postos Avançados e atendimento nos Vivas.

O anúncio da paralisação foi feito no início do mês de novembro, quando os servidores, em assembleia, decretaram estado de greve. Segundo os trabalhadores, o processo de recomposição salarial já tramita há mais de um ano, e os servidores alegam o congelamento de salários há quase uma década.

“Em 2013, o salário era de R$ 1.400, na época, equivalia a mais de dois salários-mínimos. Hoje, 2023, ou seja, dez anos após, o salário continua R$ 1.400. Em contrapartida, o governador oferece um reajuste de apenas R$ 35, para 2024. Isso é um absurdo, é um desrespeito, é um atentado à dignidade do servidor público”, lamenta Francion Ferreira.

Nesta quinta, nenhum dos servidores do Detran-MA trabalhou. Na sede órgão na Vila Palmeira, em São Luís, apenas os serviços da Secretaria de Fazenda e de fotografia funcionaram.

A suspensão das atividades atingiu também os postos avançados, ciretrans e vivas na capital e no interior do estado. Quem veio em busca de atendimento, voltou para casa sem solução.

O Detran-MA afirmou, por meio de nota, que os servidores do departamento estão contemplados no reajuste linear de 11% para servidores efetivos do estado, dentro do que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Sobre a paralisação, o Detran disse que, por decisão do Tribunal de Justiça, o movimento grevista foi considerado ilegal, por causar prejuízo à população, parando um serviço essencial.

O Detran afirmou, ainda, que estão funcionando os serviços de entrega de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), emissão de taxas e coleta de dados biométricos. Além disso, o posto da Sefaz está funcionando normalmente na sede do órgão, na Vila Palmeira.

via G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Arquivos do Reais